Buscar

Conheça 6 formas de otimizar o custo benefício dos planos de saúde em 2020.



Economia e inteligência fazem bem para a saúde dos colaboradores e da empresa.

Com a nova realidade imposta pelo COVID-19, muitas empresas foram obrigadas e rever os gastos com a saúde de seus funcionários e reavaliar custo benefício, impactos no dia a dia dos colaboradores e a qualidade de vida da equipe. Valores altos, dificuldades de atendimento, problemas com a rede, hospitais e médicos descredenciados, são alguns problemas que podem acontecer e dificultar ainda mais a definição dos próximos passos na hora de buscar planos de saúde mais baratos ou ainda na na necessidade de uma nova cotação de planos de saúde.

O importante é ter em mente que sempre existe uma opção. A questão é analisar os cenários e definir o melhor caminho a seguir.


Sinistralidade: entenda como os gastos com assistência médica impactam os custos da empresa.

Sempre que o colaborador usar o benefício para fazer uma consulta ou exame, isso é considerado um sinistro. A relação entre o volume de sinistros e o valor anual pago pela empresa à operadora ou seguradora é o que chamamos de sinistralidade. Se este índica ultrapassar o breakeven do contrato, os planos de saúde da empresa poderão ser reajustados e, juntamente com os reajustes financeiros também previstos em contrato, gear um desequilíbrio o orçamento.



Como reduzir os custos com planos de saúde em 2020.


1. Prevenir é sempre que melhor que remediar.


Bradesco Saúde, Sul América Saúde, Amil, Unimed, GNDI, Qualicorp e não importa se é operadora ou seguradora, todas são unânimes em indicar políticas de prevenção como forma de diminuir custos com planos de saúde. Maus hábitos alimentares, baixa frequência de exercícios físicos e ergonomia e outro comportamentos podem aumentam a incidência de doenças crônicas e, consequentemente o absenteísmo e o aumento dos custos.

Assim, é importante que a empresa crie programas internos de promoção de saúde e bem-estar com iniciativas como campanhas, programas de incentivo à prática de exercícios, palestras, treinamentos, ativações, exames periódicos e comunicação interna com o objetivo de conscientizar os colaboradores.

Curiosidade:

Basta consultar o levantamento feito pelo Instituto de Estudos de Saúde Suplementar (IESS) para entender que usuários dos planos de saúde apresentam mais fatores de risco do que os não beneficiários.

2. Inteligência e atenção aos detalhes fazem a diferença na hora de negociar com a operadora.


O trabalho de quem cuida dos planos de saúde da empresa não é simples. Muitas vezes, parece que tudo se resume a fazer cotações, esperar a proposta e depois contratar ou renovar o benefício. Na prática o RH é pressionado para encontrar planos de saúde mais baratos, soluções intermediárias e até reduzir o benefício. Nem sempre isso é preciso e na grande maioria das vezes os resultados a médio e longo prazo não são bons, além da insatisfação dos colaboradores.

Pensando nisso, a consultoria de profissionais especializados pode apresentar cenários a curto, médio e longo prazo, definir os planos de saúde mais adequados às necessidades da empresa e conseguir as melhores negociações.

Curiosidade:

A consultoria Marsher Mercer, em sua Pesquisa Anual de Benefícios Corporativos apontou que o custo médio de um convênio médico (por funcionário) em 2015 foi de R$ 224,15 — aproximadamente 40% de aumento em relação ao ano anterior. Ainda conforme este estudo, esse montante somado já representa quase 12% das despesas gerais de uma companhia.

3. Pense na coparticipação como uma possibilidade para o plano de saúde dos colaboradores.

Você vai encontrar ótimas alternativas de coparticipação entre operadoras e seguradoras para reduzir os custos com planos de saúde. Nesta modalidade, o valor da consulta, exames e procedimentos médicos são compartilhados e a empresa e o colaborador. Esta alternativa pode não a solução definitiva para o orçamento, mas permite manter a cobertura e qualidade dos serviços sem aumentar os gastos. Para saber se é uma boa opção para a empresa, os colaboradores e a planilha, procure uma consultoria especializada para ajudar na tomada de decisões.


4. Gestão integrada é sinal de resultados mais saldáveis para todos.

A melhor forma de diminuir custos com planos de saúde é criar um ambiente mais saudável, positivo e orientado para o bem-estar de todos. Para atingir este objetivo as áreas de saúde, Rh e administro devem falar a mesma língua. Afinal, ao alinhar discursos, ações e expectativas a definição de um plano de saúde com o melhor custo benefício tem mais chance ter sucesso pois reflete o pensamento de todos e, principalmente, da empresa e dos colaboradores.

5. Entenda, analise e, se preciso for, promova a transformação da cultura da empresa.

As vezes, as razões para os problemas de saúde dos colaboradores estão tão diluídas no dia a dia que não percebemos que a fonte de stress e dos problemas de saúde física, emocional e mental dos colaboradores é a própria empresa. Neste caso, não adianta apenas promover qualidade de vida com programas e ações de conscientização, é preciso um trabalho maior de transformação que envolve colaboradores, lideranças e gestores. Promover a mudança da cultura organizacional não é tarefa simples, mas é preciso que o ambiente mude para que pessoas mais saudáveis gerem uma empresa foca em bem-estar e naturalmente os custos com prevenção e tratamento diminuam.

6. Eduque, explique, mostre aos colaboradores como usar o plano de saúde.

Um dos principais motivos para o aumento da sinistralidade é o uso inadequado do plano de saúde. No Brasil, é comum a busca por um especialista mesmo antes do diagnóstico de um profissional generalista e também a utilização do pronto socorro em situações que não são de emergência. Além disso, muitos pacientes não retornam ao médico e nem retiram de exames. Ou seja, além do custo e desperdício de recursos e tempo, a saúde do próprio colaborador é colocada em risco. Mais uma vez, um trabalho de conscientização com ações internas pode gerar resultados positivos a médio e longo prazo.


Para estas e outras dicas sobre o custo benefício de planos de saúde, novas cotações e adequação de planos, entre em contato com a equipe da Saúde Online Consultoria. Estamos conectados com tudo o que é importante para você.

13 visualizações0 comentário
WhatsApp Image 2020-04-07 at 12.05.24.jp